Foto: Cleomir Santos
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) deliberou, na manhã desta segunda-feira (11/11), o Projeto de Lei 248/2019, de autoria do vereador Amauri Colares (PRB) que institui a meia-entrada em locais públicos de cultura, esporte e lazer para doadores de sangue. Após a deliberação em plenário, a matéria seguiu para análise das Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

O projeto de lei prevê que os doadores de sangue precisarão estar registrados na Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), identificados por documento oficial expedido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Foto: Robervaldo Rocha – Dircom/CMM

O autor do projeto, vereador Amauri Colares (PRB), destaca a importância da doação de sangue, gesto que salva muitas vidas, e que por ser um ato voluntário precisa ser estimulado. “A nossa proposta quer incentivar as pessoas a fazerem a doação de sangue”, enfatiza.

Em cada doação, uma pessoa doa, no máximo, 450 ml de sangue e essa única doação pode salvar a vida de até quatro pessoas. Vale destacar que, em cerca de um dia, o organismo já repõe a quantidade de sangue que foi retirada na doação.

Além de pessoas que submetem a procedimentos e intervenções médicas, o sangue também é indispensável para que pacientes com doenças crônicas graves – como Doença Falciforme e Talassemia – possam viver por mais tempo e com mais qualidade, além de ser de vital importância para tratar feridos em situações de emergência ou calamidades.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •