Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A direção nacional do PSL decidiu nesta terça-feira (13), por unanimidade, expulsar Alexandre Frota do partido. A justificativa é de que o parlamentar descumpriu as diretrizes partidárias ao se abster na votação da reforma da Previdência em segundo turno.

A situação de Frota no partido se complicou nos últimos meses, e o deputado foi retirado da vice-liderança do partido na Câmara e da comissão da reforma tributária.

Além disso, ele perdeu o comando do diretório municipal de Cotia. No segundo turno da reforma da Previdência, o deputado se absteve de votar.

Ele havia chegado a ser o coordenador do PSL na comissão especial da Previdência.

Expulso, Frota não poderá ser acusado de infidelidade partidária e pode buscar uma outra legenda. Segundo informou o Painel, duas novas casas possíveis são o PSDB e o DEM. (Com as agências)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •