Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um publicitário, que pediu para não ter o nome revelado, no dia 10 do mês passado, ao entrar na Logos Veículos, localizada na Avenida André Araújo, no bairro do Aleixo, imaginou estar fazendo um bom negócio vendendo sua picape Chevrolet S10, de cor branca e placas NOX 3601 por R$ 48 mil para a concessionária. Ele não esperava que teria tantos problemas e muita dor de cabeça, e até mesmo apelar à Justiça para receber o que é de direito. A vítima registrou um Boletim de Ocorrência no 16° Distrito Policial, por crime de estelionato contra a revendera de carros, onde o proprietário deverá ser intimado ara prestar depoimento juntamente com outras vítimas.

De acordo com o publicitário, antes de apelar à justiça ele foi diversas vezes a Logos Veículos e a história sempre era mesma, não temos ainda como lhe pagar. Dos R$ 48 mil da venda da picape, há mais de 30 dias da venda ele disse que recebeu apenas R$ 10 mil, o resto foram só promessas de é hoje, é amanhã e o dia do pagamento mesmo nunca chegou.

O proprietário disse que vendeu a picape no dia 10 do mês passado e o termo de compromisso de pagamento dos R$ 48 mil foi datado para o dia 28 de abril. Mas no dia combinado o dinheiro não caiu em sua conta e aí começaram os problemas. Ele foi até a empresa e lá foi informando que a concessionária de veículos não tinha como lhe repassar o dinheiro.

Então lhe foi feita uma nova promessa de que o veículo seria pago em duas parcelas de R$ 24 mil. A primeira no dia 3 deste mês e a segunda dias depois, mas tudo não passou de promessas, disse o publicitário que se viu lesado pela Logos, ao chegar para receber a empresa ao invés de lhe pagar os R$ 24 mil acertado repassou a ele apenas R$ 10 mil.

Com compromissos em São Paulo, o publicitário viajou e ao voltar a Manaus, dia 9 deste mês foi a Logos tentar receber o restante da venda, os R$ 38 mil, mas para surpresa recebeu a notícia de que a concessionária não tinha dinheiro para lhe pagar.

Mesmo cansado de idas e vindas a Logos Veículos, o cliente voltou a dar mais uma chance para a empresa efetuar seu pagamento. A promessa de quitação do débito dia do 16, mais uma vez não foi cumprida e ele resolveu apelar à justiça para receber o dinheiro, mas agora corrigido.

Ao consultar o site do Tribunal de Justiça do Amazonas, o publicitário disse ter ficado assustado com a quantidade de ações movidas contra a Logos Veículos.

A reportagem do Fato Amazônico tentou falar com a Logos Veículos para saber o motivo do não pagamento da compra pelo fone 2121-0000, mas chamou várias vezes e ninguém atendeu.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •