Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-assessor Fabrício Queiroz entrou com um habeas corpus, nesta segunda-feira (10/8), no Supremo Tribunal Federal (STF). O relator do pedido será o ministro Gilmar Mendes. A informação é da revista Veja.

Apontado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro como operador de um esquema de apropriação de salários de servidores do gabinete do senador Flávio Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), conhecido como “rachadinha”, Queiroz foi preso em 18 de junho.

Ele foi encontrado pela polícia em uma chácara do advogado Frederick Wassef, que à época defendia o presidente Jair Bolsonaro e Flávio.

Fabrício Queiroz ficou detido 22 dias no Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio, até ser solto por decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, que atendeu o pedido por causa da pandemia de coronavírus. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •