Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na manhã desta terça-feira (09), Michael Saboia de Souza, 19, suspeito de assassinar a adolescente Heloísa Medeiros, chegou em Manaus (AM) vindo de São Luís (MA), após ser preso pela polícia do Maranhão na última sexta (06). Ele confessou ter matado Heloísa, de 17 anos, mas prestará depoimento na Delegacia Geral do estado do Amazonas.

Na chegada de Michael Saboia à delegacia geral, ele disse aos jornalistas presentes estar arrependido e que no dia do crime, além de bêbados, estavam drogados. “Eu quero apenas pedir perdão por ela. Tô arrependido, gente, eu não tenho envolvimento com nenhuma facção.”, disse. E em direção a mãe de Heloísa ele disse: “A gente tava alcoolizado e a sua filha estava drogada e infelizmente aconteceu o que aconteceu!”, disse em direção a mãe de Heloísa.

Ele foi preso na última sexta-feira (05) e estava no estado do Maranhão se identificando como “Davi Aires”. Morava alugado em um kitnet no bairro Anjo da Guarda e afirmava estar na cidade a trabalho.

Segundo o delegado Paulo Martins, titular da titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Michael demonstrou-se muito frio. Michael afirmou ter convidado Heloísa para um aniversário em um bar em Manaus. Ele afirmou terem ingerido bebida alcoólica e que a adolescente consumia drogas ilícitas.

Após irem pra casa dele, ele recebeu uma mensagem de uma mulher perguntando se ele estava acompanhado naquele momento, após negar estar com alguém, Heloísa teria visto a mensagem e começado a agredi-lo.

Michael afirma lembrar de dar um abraço forte nela, e ter esquecido o que aconteceu após isso. Quando acordou no dia seguinte por volta das 10:30, ela estava morta. Ele saiu pra trabalhar, foi a um aniversário e depois que a adolescente já estava sendo procurada pela família, ele teve três ideias para se desfazer do corpo de Heloísa, que permanecia no quarto dele.

Na tentativa de se desfazer do corpo, ele cortou os cabelos da jovem, arrancou as unhas postiças, em uma tentativa de deixá-la irreconhecível. Pensou até mesmo em deixar o corpo para ser comido por urubus.

Ele fugiu para o interior do estado do Amazonas, retornou para a capital e depois pegou um barco com destino a Belém e posteriormente, foi para o Maranhão. Com os documentos do irmão de 17 anos, ele ficou escondido lá.

Entenda o Crime

O corpo de Heloísa Medeiros foi encontrada na madrugada do dia 15 de dezembro de 2019, com sinais de estrangulamento, em um casarão na rua Miranda Leão, bairro Centro, Zona Sul de Manaus.

A vítima estava seminua e com sinais de estrangulamento e indícios de tortura: a adolescente teve as unhas arrancadas e os cabelos cortados. Segundo o laudo o IML, ela foi morta por lesão no pescoço; a cervical quebrou.

Na ocasião, uma equipe da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) foi acionada pelo tio de Michael, que informou às autoridades que o indivíduo havia assassinado uma adolescente e teria abandonado o corpo naquele imóvel.

Família comemora prisão do suspeito de assassinar Heloísa Medeiros; ele chega em Manaus na segunda (08)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •