Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Maria Saturniana de Oliveira Barros e Maria Lourenço da Silva, mãe e filha, respectivamente, se reencontraram após 45 anos, em Mato Grosso. Elas se reencontraram após uma pessoa ter reconhecido Maria Lourenço e comunicado à Polícia Civil.

Maria Lourenço foi raptada e abusada na infância, no interior de Mato Grosso. Atualmente, ela mora em Cuiabá e a mãe, que teve 14 filhos, em Porto Estrela, no Mato Grosso.

Depois de ter sido raptada, Maria viveu de casa em casa, passou por São Paulo, Brasília e chegou a ser levada para a antiga Febem. “Eu queria saber quem eu era, perguntava ‘cadê minha mãe?’ Chorava e pedia muita, muita força para Deus”, contou.

Após ter feito os testes de DNA encaminhados pela Polícia Civil, que deram positivo, Maria Saturniana agradeceu à Polícia: “Eu sabia que ia achar minha filha um dia. Acharia um filho de Deus para me ajudar”. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •