Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mais do que reduzir filas para o atendimento especializado, o projeto Regula+Brasil tem avançado na resolução necessária com a qualificação dos profissionais, diagnósticos precisos e encaminhamento de usuários às especialidades de média e alta complexidades no Sistema Único de Saúde (SUS). A adesão de quem utiliza essa nova ferramenta de promoção à saúde já apresenta melhorias nos serviços disponibilizados pela Prefeitura de Manaus na Atenção Primária à Saúde (APS) da cidade.

Um bom exemplo a ser seguido vem da Unidade Básica de Saúde (UBS) Ivone Lima, no Coroado, zona Leste, onde trabalha a pediatra e médica de família Raquel Fuza. Ela conta que, após consulta no início de setembro, um comunitário com diagnóstico de hepatite B recebeu encaminhamento a um especialista em Gastroenterologia e também precisou de atendimento com profissional ortopedista, por queixas de problemas nos punhos e ombros.

“A médica reguladora liberou, no dia seguinte ao meu atendimento, o exame de endoscopia. O usuário recebeu ainda autorização para ser consultado com especialista ortopedista, aguardando apenas a vaga junto ao Sistema Nacional de Regulação, o Sisreg. Esses procedimentos agilizam o atendimento e a resolução dos casos, além de diminuir a peregrinação do usuário”, avaliou Raquel Fuza.

Para o atendimento do usuário na UBS Ivone Lima, a médica realizou contato com a central do projeto Regula+Brasil, no Distrito Federal, em Brasília. Em seguida, a central colocou-a em contato com os especialistas do centro de teleconsultoria do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Só após a troca de informações sobre a situação do usuário, os procedimentos de saúde foram encaminhados.

“Essa interface entre os nossos profissionais e especialistas do Hospital Sírio-Libanês representa ganho diário na qualidade do atendimento e na resolutividade dos casos. Com isso, os médicos da Secretaria Municipal de Manaus (Semsa) reduzem o tempo de espera dos usuários nas consultas. Por isso, acredito na adesão de mais profissionais da rede municipal ao Regula+Brasil”, reforça a diretora do Departamento de Atenção Primária (DAP) da Semsa, Ângela Nascimento.

Aproximadamente 200 profissionais participaram do workshop, durante o lançamento do projeto Regula+Brasil, ocorrido no mês de fevereiro passado, na capital do Amazonas. O planejamento do DAP/Semsa tem em seu cronograma de atividades a continuidade dos treinamentos aos profissionais lotados nas UBS com o objetivo de alcançar 100% os médicos que atuam na atenção primária da rede municipal de saúde de Manaus.

O projeto Regula+Brasil é uma ação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde (MS), desenvolvido pelo Hospital Sírio-Libanês, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Prefeitura de Porto Alegre.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •