Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Educadores da rede municipal de ensino de Manaus participaram da abertura do seminário “Gestão do Conhecimento Escolar, Alfabetização e Formação para a Cidadania”, que na manhã de quarta-feira, 18/9, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), localizada no Coroado, zona Leste. O seminário segue até hoje, 20/09, e é destinado às secretarias municipais de Educação do Amazonas.

O evento tem por objetivo construir uma rede de cooperação, formação e acompanhamento de processos pedagógicos que envolvem os anos iniciais do ensino fundamental, mirando a educação escolar de qualidade e a construção de cidadania.

Como uma das propostas da atividade foi a de socializar práticas exitosas, a titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, e a chefe da Divisão de Avaliação e Monitoramento (DAM), Núbia Breves, participaram como expositoras da mesa-redonda “O planejamento estratégico, o desenvolvimento do currículo e a avaliação em larga escala”, apresentando o bom desempenho da Prefeitura de Manaus, em relação à educação.

A titular da Semed destacou os avanços obtidos nos últimos anos e ressaltou que os resultados só foram possíveis devido ao trabalho em gestão, que foi fortalecido, e ao empenho dos educadores da rede. “Em Manaus, uma das orientações do prefeito Arthur Virgílio Neto, é a de melhorar a qualidade da educação na nossa cidade, o que temos feito nos últimos anos. Nós temos duas expressões chaves que estão presentes no seminário: a primeira é a gestão e a segunda é o planejamento estratégico. Esse momento, além de contribuir para a nossa experiência, irá criar uma rede colaborativa de aprendizado conjunto e compartilhado”, informou Schweickardt.

Ainda segundo Schweickardt, nesse momento de mudanças, principalmente, com a implementação da Base Nacional Curricular Comum (BNCC), é necessário estabelecer parcerias. “Temos que dar as mãos às universidades, às secretarias de educação, aos professores e à sociedade de uma maneira geral, se entendemos que a educação é a política pública mais importante e mais transformadora de qualquer realidade social”, observou.

O reitor da Ufam, Sylvio Puga, indicou o Centro de Formação Continuada, Desenvolvimento de Tecnologia e Prestação de Serviços para a Rede Pública de Ensino (Cefort), como o responsável na universidade pelo trabalho de acompanhamento das unidades de ensino, e que segundo ele, é vantajoso para os dois lados. “O Cefort tem um trabalho de formação e de acompanhamento  do efetivo exercício dentro da sala de aula. Essa interação gera fortalecimento, porque a universidade leva conhecimento, mas também absorve a prática em sala de aula”, disse.

Durante o seminário, a Semed ainda participará de outras mesas-redondas e oficinas, além do momento final de registro audiovisual do encontro.

Sistema

Contribuindo com a proposta do seminário, o Cefort apresentará durante o evento, uma ferramenta que permite a troca com mais rapidez de práticas exitosas em diversas secretarias municipais do Estado. Trata-se do projeto gestão do Conhecimento Escolar, Alfabetização e Formação para a Cidadania (Alfa-GCE), um sistema de agenciamento, formação continuada e monitoramento interinstitucional sobre a alfabetização e letramento do 1º ao 5º ano, do ensino fundamental, visando a elevação dos índices de rendimento educacional dos sistemas públicos da educação estadual e municipal do Amazonas.

“Criamos um sistema digital de troca de conhecimentos entre as redes. Ele envolve troca de dados e formação dos gestores e professores. Nós tomamos a Base Nacional Curricular Comum como aliada nesse processo, porque precisamos implantá-la não apenas nos planos político-pedagógicos e documentais, mas nas salas de aula”, explicou o coordenador-geral do Cefort, Luiz Carlos Cerquinho.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •