Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente da executiva Nacional do PTB, ex-deputado Roberto Jefferson, delator do mensalão, condenado em 2012 a 7 anos e 14 dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo Supremo Tribunal Federal, é investigado agora por crimes contra a honra e por ameaças feitas na internet, informa a coluna É Guilherme Amado, da Revista Época.

De acordo nota divulgada neste domingo (14), nos autos enviados pelo gabinete de Alexandre Moraes à defesa do presidente do PTB, constam reproduções de tuítes e entrevistas de Jefferson contra o Supremo.

Os crimes citados são injúria, difamação e calúnia, com base no Código Penal.

Já com base na Lei de Segurança Nacional, são apontados quatro crimes: impedir com grave ameaça o livre exercício dos Poderes; fazer propaganda pública de guerra; incitar a luta com violência entre as classes; e caluniar o STF.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •