Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O apresentador da Record Rodrigo Faro fez uma brincadeira no Instagram que ganhou popularidade nos últimos dias. Ele gravou músicas à distância com amigos para publicar nas redes sociais e teve uma boa recepção dos internautas. Antigo integrante da boy band brasileira Dominó, o artista concedeu uma entrevista para a revista Quem, na qual afirma que se surpreendeu com a proporção da brincadeira e revelou a pretensão de voltar aos palcos para fazer música.

“A ideia de voltar a cantar surgiu por conta da quarentena, em que eu tenho tido mais tempo para fazer projetos que antes não conseguia. Comecei a chamar amigos para cantar comigo no Instagram. Cada música que eu colocava tinha quatro milhões de visualizações. Não imaginava que as pessoas iriam receber meu lado cantor com tanto carinho. Daí chamei o Afonso para gravar More Than Words, que é uma música que toca o nosso coração, principalmente nesse tempo de reclusão”, explica o apresentador.

Faro conta que agora faz planos para voltar aos palcos de forma diferente, mas que deve pensar ainda em uma maneira de conciliar as agendas.

“O que era uma brincadeira, acabou virando coisa séria. O sucesso desse projeto de cantor deu uma vontade de gravar um álbum ou quem sabe, de voltar a cantar. Mas tudo vai depender da minha carreira de apresentador. Se isso não for atrapalhar porque não?! Estou pensando em fazer uma turnê com o Afonso, mas depende da minha agenda de gravações, que é uma loucura. Quando começo a gravar, eu desapareço (risos) de tanto que trabalho. Mas existe essa vontade de sair em turnê pelo Brasil”.

O vídeo com o amigo viralizou e conta com mais de três milhões de visualizações. Faro diz que Afonso Nigro até recebeu contatos de rádios para liberar a reprodução da música.

“E foi uma loucura! Em dois dias foram três milhões de visualizações e as rádios ligando para o Afonso, pedindo autorização para tocar a música… nem tínhamos a autorização da música. Fomos atrás disso, a regravamos de forma mais profissional e distribuímos nas rádios. De repente, virou um sucesso, um fenômeno. Quem diria depois de tantos anos a gente iria colocar uma música nas rádios novamente”, celebra Faro. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •