Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A decisão da juíza Simone Laurent de Figueredo, plantonista do Fórum Ministro Henoch Reis, de conceder liminar ao Amazonas Shopping e Manauara contra os rolezinho em Manaus, não agradou nada os participantes. Na página deles no Facecook, afirmaram “isso é uma vergonha!!! Multa de 10 mil para quem participar do rolezinho em Manaus!!!”.

Na página ROLÊZINHO NO (MANAUARA SHOPPING), os participantes marcam um novo encontro no dia 8 de fevereiro, às 15h, no Manauara Shopping, e afirmam que cerca de 480 pessoa já confirmaram presença pelo face. Justificam o ato dizendo ser em apoio aos jovens da periferia que são proibidos de entrar nos shoppings.

Mas, na mesma página do face do rolezinho, os participantes foram criticados, pessoas afirmaram que vergonha era quem participava do movimento e outros apoiaram.

Para Bruno Duarte, “vergonha é quem participa disso em vez de estudar, estão fazendo uma coisa só para seguir a moda”, se referindo ao movimento de rolezinho que começou em São Paulo e Rio de Janeiro, onde os participantes invadiram os shoppings fazendo algazarras e correria, deixando as pessoas amedrontadas. “nunca foram proibidos de entrar em shopping ou área de lazer”, concluiu.

Na página os participantes do rolezinho colocam “não a discriminação dos movimentos” e “não a corrupção”. Pedro Paulo Albuquerque, disparou contra os políticos e disse os R$ 10 mil deveria ser dado para os participantes do movimento.

Entenda o caso

A juíza Simone Laurent de Figueredo, plantonista do Fórum Ministro Henoch Reis, que concedeu na última sexta-feira à noite liminar ao Amazonas Shopping contra os participantes do rolezinho. Eles marcaram para sábado o encontro no Amazonas e no Manauara, mas diante da decisão da magistrada que estipulou em caso de descumprimento multa no valor de R$ 10 mil e a ação preventiva da polícia o movimento esfriou.

O Amazonas Shopping, temendo pela segurança dos estabelecimentos que funcionam no local ingressou com o pedido da liminar.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •