Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A população do município de Presidente Figueiredo não ficou lá muito satisfeito com o retorno de Romeiro Mendonça, reconduzido ao cargo por força de liminar que lhe foi concedida pelo desembargador Jorge Lins.

Um pouco menos de completar 48 horas no cargo, Romeiro Mendonça acordou sob forte protesto nesta quarta-feira (10) de dia nublado, com ameaças de fortes ventos e trovões no decorrer do dia.

Dezenas de manifestantes revoltados com o retorno de Romeiro ocuparam logo ao raiar do dia a frente do prédio da prefeitura com palavras de ordem estampadas nos cartazes nervosos e a tremular, vibrantes, uníssonas e com rebeldia, do gogó dos inssurretos presentes.

“Fora Romeiro”, basta de corrupção”, foram alguns dos sons que chegaram ao ouvido do prefeito que, para mostrar força e poder, no dia do seu retorno fez questão de ligar sem reservas para o deputado Átila Lins, primo do desembargador Jorge Lins.

Enquanto corrida da sala para a cozinha, nervoso, ofegante, com surtos de apneia, um ronco ensurdecedor das ruas invadia a sala do prefeito, ameaçador: “Romeiro, esse é só o começo”.

Assista um trecho da mobilização dos moradores:


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •