Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nomeada como assessora no gabinete do então deputado Jair Bolsonaro em Brasília entre janeiro de 2017 e outubro de 2018, embora atuasse como personal trainer no Rio de Janeiro, Nathalia Queiroz repassava parte do salário recebido no Congresso em menos de 24 horas para uma conta do pai, Fabrício Queiroz.

Segundo informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo neste domingo (16), de 22 repasses no período, 17 foram feitos na triangulação: Nathalia recebia o salário na conta do Banco do Brasil, repassava para uma outra em seu nome, no Itau, e depois transferia a maior parte para o pai, no mesmo banco.

O advogado Paulo Catta Preta afirma que “os depósitos realizados por Nathalia em favor de Fabrício Queiroz cumpriam a regra de centralização das despesas familiares na figura do pai, não tendo, pois, nenhuma relação com suposta rachadinha”. (Revista Fórum)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •