Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Manacapuru – Funcionários e alunos da Associação de Pais e Amigos de Excepcionais de Manacapuru estão sendo prejudicados pela falta de compromissos por parte da diretoria da entidade. Os salários estão atrasados há sete meses e o transporte das crianças especiais há cerca de 9 meses parou por falta de manutenção e direção na fez para resolver os problemas.

De acordo com um funcionário, que temendo represália da direção, disse a reportagem do Fato Amazônico que ônibus usado para transportar as crianças para entidade parou há cerca de 3 meses enquanto que o micro está parado 6 meses, os dois por falta de manutenção e de um compromisso sério da direção.

Ano passado, a então presidente de honra do Fundo de Promoção Social (FPS), ex-primeira dama do estado Nejmi Aziz dou através do órgão para Apae de Manacapuru o ônibus adaptado com ar condicionado com 40 assentos e que custou R$ 298 mil, mas o que iria beneficiar 145 alunos com deficiência atendido pela instituição, hoje é um pesadelo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •