Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gazeta Esportiva – O São Paulo recebeu, no último dia 30, os R$ 18 milhões pendentes pela venda de Lucas Pratto. O River Plate comprou o atacante em 2018 e estava devendo duas parcelas ao clube paulista.

Em setembro do ano passado, o Tricolor entrou com uma representação referente ao atraso da parcela de julho, no valor de R$ 9 milhões. Dois meses depois, o River foi novamente denunciado à Fifa por não quitar outra parcela.

Apesar do pagamento ter sido efetuado, a multa estipulada em caso de atraso segue em discussão entre as partes.

A venda de Lucas Pratto rendeu aos cofres do São Paulo R$ 44,4 milhões. Havia ainda uma cláusula que garantia uma bonificação caso o argentino conquistasse algum título. O que aconteceu em 2018, ano que o River venceu a Libertadores e o Tricolor lucrou mais de R$ 4 milhões.

Defendendo as cores do São Paulo, Pratto foi às redes 14 vezes em 48 oportunidades, média de 0,29 gols por partida. O centroavante integrou o elenco em 2017, temporada que a equipe teve um desempenho abaixo do esperado e chegou a lutar contra a zona de rebaixamento.

Já no River Plate, o atacante foi decisivo na campanha vitoriosa da Liberta, marcando, inclusive, gol na decisão contra o Boca Juniors. Nesta temporada, ele perdeu protagonismo e passou a ser um reserva de luxo do técnico Marcelo Gallardo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •