Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Justiça Militar brasileira aceitou denúncia contra o sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) Manoel Silva Rodrigues por tráfico internacional de drogas. Agora, o militar, que tem residência em Brasília, mas está preso na Espanha, virou réu e vai responder o processo a distância. Ele também é processado no país europeu.

A denúncia foi aceita pelo juiz federal da Justiça Militar Frederico Magno de Melo Veras, da 2ª Auditoria da 11ª Circunscrição Judiciária Militar (11ª CJM), em Brasília. O sargento foi preso em Sevilha, na Espanha, após desembarcar transportando 39 quilos de cocaína em um avião que fazia parte da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), fazendo apoio a viagens internacionais.

O presidente, que viajava para o Japão, estava em outra aeronave. O caso aconteceu em 25 de junho do ano passado e Rodrigues está preso na Espanha desde então.

Ao acatar a denúncia e tornar Rodrigues réu, o juiz marcou o depoimento das testemunhas do processo e de Rodrigues (que deverá ser por videoconferência) para o próximo dia 21 de maio.

A denúncia lembra que, no dia do voo para a Espanha, apesar de viajar como passageiro, o sargento se apresentou para o embarque antes mesmo da tripulação e colocou a mala com a droga no bagageiro do último lugar da aeronave.

A prisão do militar causou constrangimentos e troca de acusações no primeiro escalão do governo brasileiro. (Com Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •