Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O secretário-executivo adjunto da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel André Luiz Barros Gioia, reuniu-se, na manhã de terça-feira (14/07), com a gerente de Projeto do Núcleo Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), professora Waldeyde Magalhães. Na ocasião, trataram sobre a expansão do programa de teleconsultas nas unidade prisionais do estado.

O encontro aconteceu na Escola Superior de Ciências da Saúde e também contou com a participação do coordenador do Sistema Penitenciário (Cosipe), major Renan Carvalho; da coordenadora de Saúde do Sistema Penitenciário do Amazonas (CSSPAM), Alyne Botelho; além de membros do corpo técnico da instituição de ensino superior.

Já operante no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no Km 08, da BR-174 (Manaus-Boa Vista), o sistema de teleconsultas permite que internos tenham acesso ao atendimento de médicos especialistas em caso de necessidade. Agora, a ideia é expandir o programa para todas as unidades da capital e do interior.

Para o secretário-executivo adjunto da Seap, além de mais seguro, o sistema de teleconsultas representa economia para o Estado. “Essa modalidade de atendimento permite que consultas sejam feitas a distância, com trocas de informações entre os clínicos gerais das unidades e especialistas da UEA, sem a necessidade de longos deslocamentos de internos para outras localidades”, explicou.

Durante a visita, a equipe da Seap também conheceu o local, o funcionamento e a equipe responsável pela plataforma de teleconsultas. Waldeyde Magalhães ressaltou a importância da parceria nesse momento. “Temos uma plataforma segura que permite atender a população da melhor forma possível, especialmente, agora, nesse momento de contingenciamento por conta do coronavírus”.

Segundo Gioia, a expansão da parceria com a UEA trará avanços significativos, principalmente, para os internos que cumprem suas penas nas unidades localizadas no interior do Amazonas. ”Trata-se de mais uma conquista da atual gestão da Seap. Sabemos das dificuldades de acesso aos serviços de saúde no interior, por isso, essa parceria também vai contar com a participação das secretarias de saúde dos municípios”, explicou.

A próxima etapa para a expansão da parceria consiste na realização de treinamentos de profissionais da área de Tecnologia da Informação (TI’s) e equipes de saúde das unidades prisionais para que possam operar a plataforma corretamente. Os treinamentos serão ministrados por profissionais da UEA.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •