Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Centro de Detenção Provisório de Manaus 1 (CDPM 1) e a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) estão realizando o Curso de Condutores de Cães em Ambiente Prisional para agentes de ressocialização de três unidades penitenciárias de Manaus. A capacitação é promovida pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), em conjunto com a empresa Umanizzare Gestão Prisional.

O curso conta com a participação de 30 agentes de ressocialização do CDPM 1, UPP e do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat). Durante as aulas práticas e teóricas, o grupo aprende sobre noções de comportamento canino e veterinária, adestramento básico, condução, comandos, uso de material, condução em espaços confinados, escolta e outros procedimentos de segurança dentro dos presídios.

O curso tem uma carga horária de 122 horas, e as instruções estão sendo fornecidas pela empresa Amazonas Fauna e Flora. As aulas se encerram no dia 5 de junho com a entrega dos certificados. “É um curso de grande importância para a capacitação dos agentes de ressocialização, pois diversifica seus conhecimentos, proporcionando o aprendizado de uma nova atividade”, avaliou o diretor do CDPM 1, Erivan Miller.

De acordo com ele, o curso colabora na execução das atividades diárias dos estabelecimentos penitenciários. “Dessa forma, garantimos procedimentos de segurança mais eficientes com a utilização de condutores e cães especialmente treinados para o ambiente prisional”, disse Miller.

Formação – O Centro de Detenção Provisório Masculino 2 (CDPM 2) e o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) foram as primeiras unidades prisionais a receber o Curso de Condutores de Cães em Ambiente Prisional, em parceria com a Embrasil Serviços e Reviver Administração Prisional Privada.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •