Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na manhã desta quarta-feira (22), o Secretário de Cultura e Turismo de Maués, Benedito Teixeira e o assessor Márcio Marques pediram afastamento dos cargos que ocupam no governo. Os dois são alvos de denuncia do empresário de pirotécnia Eduardo Freitas. Em nota à imprensa ele diz que devido à sindicância que foi instaurada para apurar denuncias e com respeito ao povo de Maués e a Comissão que está apurando os fatos, coloca seu cargo à disposição do prefeito Pe. Carlos Góes.

O secretário afirma ainda que adotou a medida por ter consciência de sua idoneidade e afim de que todo o trabalho de apuração dos fatos possa ocorrer na mais pura lisura sem qualquer interferência de sua parte. Benedito Teixeira disse que sua relação com a comunidade mauesense sempre foi simples e transparente, e que fez sempre o melhor para elevar o nome do município. Teixeira, agradeceu ao prefeito Pe. Carlos Góes, pelo qual tem grande admiração pelo trabalho e competência. Ele encerra dizendo que acredita na justiça. O pedido de afastamento foi protocolado na Secretaria de Administração e Planejamento.

Exoneração

O prefeito pe. Carlos Góes (PT) manifestou-se dizendo que foi uma atitude nobre do Secretário e do assessor em pedir afastamento. “Os dois se colocaram à disposição e eu exonerei”, informa. Carlos Góes reconheceu o trabalho do Secretário e do assessor que fizeram grandes eventos em Maués, mas que não se justificam as denuncias. “Nada impede que seja feita a sindicância, não estou condenando ninguém, eles terão liberdade para se defender das acusações”. O prefeito declarou também que vai zelar pela imparcialidade e que trabalha com um governo sério. “Não acolho corrupção, se no PT nacional houve tantas descobertas, porque o Presidente Lula permitiu e assim o farei”, destacou. Ele disse que será mais um desafio a ser enfrentado e que o caso agora passa para a Comissão de Sindicância e Ministério Público. A Comissão Permanente de Processo Administrativo Disciplinar será presidida por Michel da Silva Souza, membro Armando Alves da Cruz e a secretária Helena Pena. A comissão tem o prazo de dez dias para apresentar os primeiros resultados. De acordo com o prefeito não haverá nomeação de um novo Secretário até que seja concluído o resultado da sindicância.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •