Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), ontem uma simulação de atendimento a 40 vítimas de acidente de ônibus no trânsito de Manaus. A simulação aconteceu próximo ao Posto Médico Avançado (PMA) da Ponta Negra, zona Oeste, e contou com a participação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), Corpo de Bombeiros, Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal , tendo o apoio do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICC-R), inaugurado no dia 02 de junho.

Durante a simulação, o prefeito Arthur Virgílio Neto destacou que a simulação é mais uma das etapas de preparação de Manaus para a Copa do Mundo e que tem como objetivo beneficiar a população com a qualificação da oferta de serviços de saúde em longo prazo, incluindo ainda ações como instalação da estrutura do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS), inaugurado na última segunda-feira, dia 09, com capacidade de integrar as informações de assistência em saúde e vigilância epidemiológica, ambiental e sanitária, permitindo que os profissionais de saúde possam observar, planejar, decidir e agir de acordo com a necessidade de cada ocorrência.

“Simulações como essa do Samu são importantes como um teste, mas a expectativa é para que possamos acompanhar os jogos dentro da normalidade e sem grandes problemas. A prefeitura fez tudo o que foi possível fazer e podemos considerar que Manaus está pronta para a Copa do Mundo. E é mais uma chance de mostrar que somos capazes de sediar um grande evento, com paz e ordem”, ressaltou Arthur Virgílio Neto.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, avaliou como positiva a simulação por permitir a avaliação de questões como o tempo de resposta dos serviços envolvidos, a atuação dos profissionais no local do acidente, a estrutura de trabalho que deve ser montada quando há uma ocorrência com múltiplas vítimas e o tempo de chegada das vítimas aos hospitais.

“Esse é o sexto simulado realizado para a Copa do Mundo, mas esse tipo de atividade ocorre dentro da rotina do Samu como forma de fortalecer a preparação dos profissionais para o atendimento à população. É importante também que todas as pessoas possam fazer o seu papel para que a Copa de Mundo ocorra normalmente, evitando violência e não correndo riscos desnecessários no trânsito”, alerta Homero de Miranda Leão.

Simulado

A primeira chamada ao Samu ocorreu às 9h30 e a retirada total das vítimas de dentro dos dois ônibus envolvidos no acidente foi feita às 10h15. A primeira ambulância do Samu chegou ao local em um tempo de 12 minutos, iniciando o atendimento apenas depois que a área foi liberada para o acesso aos profissionais do socorro médico.

“Normalmente, o tempo de resposta varia de 12 a 15 minutos, dependendo das distâncias das chamadas. A primeira avaliação do local em ocorrências como essa é feita pelo Corpo Bombeiros, que libera a área depois de verificar se não há risco de explosão ou outras situações que coloquem em perigo a equipe de socorro médico, de acordo com os protocolos estabelecidos”, informou a diretora do Departamento de Rede de Urgência e Emergência da Semsa, Moísa Carneiro.

Durante o simulado, houve o atendimento de 17 vítimas com ferimentos leves e de 18 vítimas com ferimentos mais graves. Como parte do simulado, foram registradas cinco mortes. Foram utilizadas cinco ambulâncias do Samu, sendo quatro Unidades de Suporte Básico (USBs) e uma Unidade de Suporte Avançado (USA). “Considerando que tivemos quatro ocorrências na cidade de forma simultânea, o número de ambulâncias utilizado durante o simulado foi adequado à situação”, explica Moísa Carneiro.

A avaliação final da simulação ainda será feita de forma conjunta com os outros órgãos envolvidos no trabalho e, a partir daí, será feita a identificação de possíveis problemas no momento do atendimento, buscando de forma conjunta as soluções para a melhoria dos serviços.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •