Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Veja – O Senado dos Estados Unidos não reuniu os votos necessários para evitar a polêmica venda de 8,1 bilhões de dólares em armas para a Arábia Saudita, após o presidente Donald Trump vetar as resoluções do Congresso que bloqueavam o acordo.

Apesar da manutenção do acordo, a iniciativa de interrompê-lo serviu como um recado para Trump sobre a indignação dos congressistas com o reino petroleiro pelo assassinato do jornalista saudita Khamal Khashoggi, em 2018.

Trump solicitou a aprovação de 22 vendas de apoio de manutenção de aeronaves, munições guiadas com precisão e outras armas e equipamentos para países como Arábia Saudita e os Emiratos Árabes Unidos, num momento em que aumenta a tensão no Oriente Médio.

Críticos disseram que as vendas de armas agravariam a devastadora guerra no Iêmen, onde a Arábia Saudita lidera uma coalizão apoiada pelos americanos numa batalha contra os rebeldes huthies, apoiados pelo Irã. Segundo a ONU, esta guerra desencadeou a pior crise humanitária do mundo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •