Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Apenas dois municípios do Amazonas estão acima de 80% no ranking da transparência, conforme dados do Ministério Público de Contas (MPC) do Estado.

A informação foi divulgada pelo deputado Serafim Corrêa (PSB), na quarta-feira, 02. De acordo com o parlamentar, há risco iminente de improbidade administrativa para os prefeitos que estão com nível baixo de transparência.

Segundo estudo de levantamento de informação realizado por Serafim 52 prefeituras do Estado estão com deficiência na transparência. Apenas 3 % dos municípios do AM estão com transparência elevada e 13% com situação mediana, ou seja, 84% dos municípios estão deficientes.

O líder do PSB explicou que grande parte dos municípios não respeita os critérios exigidos pela Lei da Transparência e que correm o risco de terem suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).

“Quem tem tão baixa transparência, não está fazendo contabilidade e vai ter problemas, com possibilidade do prefeito vir a sofrer ação de improbidade e o prefeito, por exemplo, , por exemplo, e começar a responder pessoalmente por valores significativos, além de correr o risco de perder os seus direitos políticos”, alertou o deputado.

Ranking da Transparência

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [678.99 KB]

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •