Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O deputado Serafim Corrêa (PSB) propôs à CGE (Controladoria Geral do Estado), nesta terça-feira (1º), que obtenha o programa de monitoramento em tempo real adotado pela CGU (Controladoria Geral da União) para combate à corrupção no Amazonas. O sistema, complexo e atualizado constantemente, foi o mesmo utilizado nas investigações do governador Wilson Witzel (PSC), no Rio de Janeiro.

“Sei que o Estado, há alguns anos, desenvolveu controles muito importantes, mas a informação que tenho, e não sei as razões pelas quais tudo ocorreu, é que esses controles foram aos poucos, sendo desativados. Esse é um momento, então, de resgatar não apenas os controles que estão desativados, mas essa nova ferramenta que a CGU agora dispõe”, defendeu Serafim.

O líder do PSB na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), sugeriu ao controlador-geral do Estado, Otávio Gomes, que, além de obter o novo programa, adeque os sistemas de monitoramento da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), desativados com o tempo.

“Proponho que ative os programas que foram colocados fora de uso na máquina administrativa do Estado ao longo do tempo, e não foi nesse Governo, para que o Governo do Estado se proteja das investidas que aquelas “empresas” fazem todos os dias contra o erário público. Todos nós, homens públicos temos a obrigação de defender o erário público”, concluiu.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •