Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que 90% dos casos de suicídio poderiam ser evitados.

Palestras, vídeos informativos e campanhas internas são algumas das ações que estão sendo realizadas ao longo do mês de setembro pelos órgãos do Governo do Amazonas para conscientizar o público interno e externo com discussões e informações sobre o “Setembro Amarelo”, campanha nacional que tem por objetivo prevenir e reduzir os números de suicídio no Brasil.

De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria, são registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de um milhão no mundo. Para a secretária executiva da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), France Mendes, discutir o assunto é essencial.

“O suicídio é um tema muito delicado. É importante que cada vez mais se fale abertamente sobre o assunto, a começar pela família, nas escolas, rodas de amigos e a comunidade em geral. Muitas vezes não percebemos em nossas famílias e na nossa convivência diária os sinais dados por essas pessoas que estão nessa condição. A partir do momento em que o tema é discutido abertamente, é possível identificar os sinais e buscar ajuda”.

Os servidores da Secretaria de Administração e Gestão (Sead) receberam, já no dia 1º de setembro, uma ação de conscientização como parte da campanha interna “Sua vida vale ouro”. Já a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) irá promover uma palestra para seus servidores, além de realizar rodas de conversa todas as sextas-feiras do mês.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), a Fundação Centro de Controle de Oncologia (Fcecon) e as secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra) prepararam campanhas informativas com banners, folders e cartazes para distribuir aos seus servidores através de grupos de Whatsapp, intranet e murais.

A Sejusc preparou a campanha “Deixe a vida florescer”, com diversas ações externas, tais como uma panfletagem na Ponte Rio Negro, realizada na última sexta-feira (04/09), e programou lives por meio da página do Facebook e Instagram, para falar sobre suicídio, não só para o público externo, mas também para o seu público interno. A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) também está realizando panfletagem ao longo do mês de setembro.

Já a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) tem realizado grupos de conversa e a prática de exercícios respiratórios para saúde e bem-estar. A equipe de Psicologia da Fundação de Medicina Tropical (FMT-HVD) optou por produzir vídeos informativos e compartilhar com seu público interno discussões relevantes sobre o tema da campanha “Setembro Amarelo”.

Prevenção – Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que 90% dos casos de suicídio poderiam ser evitados. De acordo com a gerente da Rede de Atenção Psicossocial da Saúde Mental da SES-AM, Helione Pontes, o “Setembro Amarelo” é um movimento mundial que conscientiza a população de que é possível prevenir o suicídio.

“A gente volta à temática para falar de valorização da vida, do quanto a sua vida é importante, e de que, por mais problemas que eu possa ter, tenho que valorizar, ter esse autocuidado”, salienta.

As ações alusivas ao “Setembro Amarelo” continuam a ser realizadas no decorrer de todo o mês nos órgãos estaduais e serão encerradas com a iluminação comemorativa do Teatro Amazonas na cor amarela.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •