Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em discurso no plenário da Câmara dos Deputados na quarta-feira, 4, o deputado federal Sidney Leite (PSD) denunciou o descaso com o passageiro do Amazonas por parte da MAP Linhas Aéreas. Além de patrocinar um apagão aéreo no interior do Estado, suspendendo praticamente todos os voos na região, a empresa mantinha aeronaves com problemas graves, como furos e buracos no avião, colocando em risco a vida dos passageiros.

O assunto veio à tona durante a audiência pública sobre o apagão aéreo realizada na terça-feira, 3, na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e Amazônia (Cindra) da Câmara dos Deputados.

Segundo o deputado, o que mais chama a atenção é a conivência da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que tinha conhecimento destas falhas, mas nada fez.

“Isso é de uma imensa irresponsabilidade. Essas agências reguladoras precisam ter compromisso com o Estado e a população brasileira”, criticou Sidney.

O apagão aéreo no interior do Amazonas prejudica mais de 500 mil pessoas que residem nas cidades do Amazonas por onde a companhia aérea possui voos e rotas e, se tornou público após a transação comercial em que a Passaredo Linhas Aéreas adquiriu a MAP Linhas Aéreas, tendo como pano de fundo os slots (vagas) no Aeroporto de Congonhas, realizada no segundo semestre deste ano.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •