Compartilhe
  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    5
    Shares

Uma economia anual de mais de R$1 milhão aos cofres do Governo do Estado. A contenção resultará da adesão ao Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal (e-OUV), por meio da parceria firmada entre a Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) e a Superintendência da Controladoria Regional da União no Amazonas (CGU-AM).

A plataforma será utilizada para o registro de demandas como denúncia, reclamação, solicitação, sugestão ou elogio. A previsão é que os registros, por meio do novo canal de atendimento ao cidadão, iniciem no próximo mês.

De acordo com o controlador e ouvidor geral, Arthur Lins, o e-OUV substituirá a Rede Amazonense de Ouvidorias Públicas (Rede Ouvir-AM). O canal poderá ser acessado pelo endereço sistema.ouvidorias.gov.br. O link de acesso à Rede Ouvir dará lugar ao novo sistema. Ele explica que o sistema de atendimento ao público terá nova formatação e com um detalhe singular: sem ônus aos cofres públicos.

“Um dos ‘braços’ da Controladoria é a Rede Ouvir, que ganhará nova formatação sendo substituída pelo e-OUV. Esse novo sistema é resultado de uma parceria com a Controladoria Geral da União (CGU) e trará uma economia expressiva ao Estado. Buscamos alternativas que viabilizem o mesmo serviço mas, de maneira muito mais eficiente e econômica ao Estado”, salientou.

Para fortalecer o e-OUV, a controladoria ainda disponibilizará mais um canal para o contato com o cidadão: um número de telefone celular para envio de mensagens por meio do WhatsApp. O número será disponibilizado e informado ao público nos próximos dias.  “A ideia é que o cidadão interaja com a CGE e envie manifestos e até fotografias de situações que possam ser consideradas irregulares. Com certeza, poderemos ter um diagnóstico mais rápido para responder à sociedade”, disse o controlador.


Compartilhe
  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    5
    Shares