Amazonino Mendes, completa no dia 16 de novembro 89 anos e quer sombra e água fresca sorvendo deliciosa polpa de tucumã
Compartilhe
  • 325
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    325
    Shares

O governador Amazonino Mendes (PDT), segundo informações de fontes intimamente ligadas ao poder, não deverá ser mais candidato à reeleição.

Com a suposta desistência de Amazonino, o nome do senador Eduardo Braga (MDB), ressurge das cinzas entre os mais cotados para a disputada do cargo com o apoio do Negão.  O nome da ex-deputada federal Rebecca Garcia (PP), também, figura entre os mais cotados na relação do governador.

A ida de Rebecca Garcia para o grupo de Amazonino Mendes foi planejado milimetricamente pelo presidente do PP, o empresário Francisco Garcia que, possivelmente, já tinha informações sobre uma possível desistência de Amazonino Mendes.

Na hipótese de Eduardo Braga ser o escolhido, a velha escola política criada por Amazonino, será vivificada. Como o apoio da máquina pública, é possível que Eduardo Braga se disponha a enfrentar um novo grupo político – o de Omar Aziz (PSD), apoiado hoje por Arthur Neto.

Amazonino Mendes, completa no dia 16 de novembro 79 anos. Nascido em 1939, em Eirunepé, é possível que renuncie a ideia de chegar ao poder pela quinta vez para “ver a banda passar” debaixo de sombra e água fresca entre uma disputa de outra de dominó, sorvendo deliciosa polpa de tucumã.

Nos últimos meses, Amazonino tem percorrido com frequência o interior do estado e mesmo nas viagens mais curtas, como para Parintins e Coari, o abatimento, provocado pelo cansado, é perceptível.

Na campanha da eleição suplementar, ano passado, todos falavam que Amazonino Mendes enfrentou dificuldades para terminar a pequena caminha que terminou com sua eleição.

Depois de eleito, o governador deixou claro ao grupo que o apoiou – o senador Omar Aziz (PSD), o prefeito Arthur Neto (PSDB) e outros – de que não iria disputar a reeleição, mas dias após assumir o governo, se distanciou dos aliados e disse que seria sim candidato a reeleição.

O prefeito Arthur Neto, em várias coletivas disse que herdou um sério problema de saúde para eleger Amazonino Mendes. “arranjei um problema na coluna, viu? Vou mandar a conta dos remédios que estou tomando pra casa dele”.

Falando ainda da eleição suplementar, Arthur declarou que de todos os fardos que precisou carregar para eleger algum candidato Amazonino Mendes foi o mais pesado. “Nossa Senhora! Haja força, meu irmão! Botei o homem nas costas e disse ‘vumbora’, e ele ‘aiin’, e eu ‘vumbora rapaz’, e ele ‘aiin”.


Compartilhe
  • 325
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    325
    Shares