No primeiro semestre de 2018, a aposentada Amélia de Souza, 63, foi reprovada na prova de legislação do órgão responsável pela emissão de carteira de motorista por não estar conseguindo memorizar as placas de trânsito. Menos de nove meses depois, superou a dificuldade e comemora a aprovação nas fases de psicotécnico e legislação, aguardando a prova de direção em novembro. “Superei a falta da lembrança com o curso sobre a memória que a Prefeitura disponibilizou pra gente. Agradeço muito a todos. Estou realizando um sonho”, disse.

O relato de Souza foi uma das histórias que marcaram o encerramento da segunda turma do curso Exercitando a Memória, oferecido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Manaus Previdência e da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi). O término foi marcado, ainda, por uma exposição de desenhos e criação de duas casas confeccionadas com material reciclável, representando as duas instituições, um gesto de carinho e agradecimento por parte dos alunos.

“É gratificante perceber a mudança que fazemos na vida das pessoas por meio de atividades como essa”, disse a coordenadora do Setor de Psicossocial da Manaus Previdência, Darla Gondim. “Estamos trabalhando para oferecer mais atividades em 2019”, anunciou, ao lado da coordenadora do Departamento de Educação e Aperfeiçoamento da Espi, Waldeliz Freitas.

À frente da turma neste segundo semestre, o professor da atividade, Afrânio Alves, revelou satisfação por ter alcançado o objetivo, assim como trocar conhecimentos com os alunos. “O maior tesouro da terra é ter contato com pessoas e trabalhar com idosos é um aprendizado. Durante as aulas houve uma troca de conhecimento. Aprendi muito com a experiência de vida deles, então, sinto-me realizado”, disse.

Ponto de partida

Chateada por ter sido reprovada na prova de legislação, Amélia Souza viu no curso de memória a oportunidade de dar a volta por cima. “Logo no primeiro dia, o professor trouxe um caça-palavra. Foi o começo do meu treinamento mental. Em seguida, vieram outras atividades, como jogo da memória. Então, graças ao curso, consegui melhorar a minha memória e avançar na minha meta de obter minha carteira de motorista”, disse.