O médico cardiologista, Aristóteles Comte Alencar, foi condecorado com Medalha de Ouro Homero de Miranda Leão, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), pelos relevantes serviços prestados na área da saúde à população de Manaus. A sessão solene, realizada na sexta-feira (19/10), no plenário Adriano Jorge, por iniciativa do vereador Coronel Gilvandro Mota (PTC), também homenageou 121 médicos com diploma em honra ao mérito em comemoração ao Dia do Médico, celebrado dia 18 de outubro.

O autor da homenagem destacou que a Câmara Municipal de Manaus não pode excluir do contexto político nenhuma categoria profissional, para que possa discutir todos os assuntos de interesse da cidade. “A Câmara tem feito homenagem a todos os profissionais, com reflexão nesse contexto social”, afirmou Coronel Gilvandro Mota.

O parlamentar também destacou o avanço da medicina com reflexos importantes na melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) que tem proporcionado maior longevidade à população brasileira. E destacou que tratar da saúde das pessoas é um processo complexo, que exige além da técnica, sentimento de amor ao próximo para o restabelecimento da saúde do paciente.

“Como representantes do povo não poderíamos nos furtar em homenagear essa categoria, que durante o ano todo deixam suas famílias para cuidar das pessoas a qualquer hora”, completou Gilvandro.

Aristóteles Comte Filho, condecorado com a Medalha Homero de Miranda Leão, destacou que a homenagem prestada pela Câmara Municipal de Manaus representa um dia raro aos médicos, que no cotidiano recebem mais críticas do que elogios. Ele ressaltou o trabalho de todos os médicos homenageados pela CMM com o diploma de honra ao mérito, pela dedicação e responsabilidade com a profissão.

“O tempo não me seria suficiente para homenagear todos os médicos que contribuíram e contribuem para a saúde da população amazonense. Em nome do autor desta homenagem, vereador Gilvandro Mota, e de todos os médicos agradeço essa honrosa gratidão. Muito obrigado!”, disse Aristóteles, dedicando a honraria ás suas netas presentes na sessão solene.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, agradeceu a todos os médicos presentes pela luta à saúde de qualidade e humanizada na cidade de Manaus, uma cidade complexa que cresce de forma exponencial, como considerou o secretário. “Estamos na luta e temos os nossos projetos para colocarmos em pratica. Sinto que temos o apoio de uma equipe forte. Obrigado por nos ajudar a sonhar por uma saúde melhor”, acrescentou o secretário.

O oftalmologista e orientador cirúrgico do Programa de Residência Médica no Instituto de Oftalmologia de Manaus, Marcos Jacob Cohen, disse que observar a vida e a carreira do cardiologista Aristóteles Alencar, são exemplos para serem seguidos. “Aristóteles é a reflexão para sermos melhores como pessoa e profissionais”, observou.

O médico geriatra e gerontólogo, Euler Ribeiro, ressaltou que os médicos dever ser instrumentos para salvar e consolar vidas, ao usar a frase de São Lucas. “Se não for possível salvar, console”, disse.

O geriatra também teceu elogios ao cardiologista homenageado. “Temos que ter atendimento humanizado de Aristóteles Comte. A você Aristóteles lhe cabe o merecimento da medalha, cujo nome, é de uma figura que jamais poderá ser esquecida no Estado dom Amazonas, um médico dedicado e competente, e só com este nome gratifica Aristóteles o seu comportamento. Parabéns a todos e muito obrigado!”, concluiu Euler Ribeiro.

A sessão solene contou com a presença do vice-presidente da Comissão de Saúde da CMM, vereador Dr. Ewerton Wanderley (PHS); do vice-reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Jacob Moisés Cohen, do oftalmologista, o cirurgião do Hospital Santo Alberto e Hospital Getulio Vargas, Pablo Maurício Guedes, do Oftalmologista e professor da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Jefferson Augusto Santana, do geriatra e gerontólogo, Euler Ribeiro Ribeiro e do advogado, Silvio Homero de Miranda Leão, além de amigos e familiares dos homenageados.