Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Carauari – A lentidão é uma das características das obras de milhões que estão sendo realizadas no município de Carauari (780 quilômetros de Manaus), fechadas pela secretaria Waldívia Ferreira Alencar, da Secretaria de Estado de Infraestrutura, mas que de acordo com o vereador José Airton Siqueira (PRP) estão andando a passos de “tartarugas”.

Uma delas a de contensão de erosão fluvial, de responsabilidade da empresa Dias Menezes Ltda, de propriedade de Francisco das Chagas Dias Rocha, no valor de mais de R$ 9 milhões e 400 mil, que começou em agosto do ano passado com termino em agosto deste ano, mas pelas fotos que o Fato Amazônico teve acesso, está longe de ser concluída, mesmo com a Seinfra, falando em 25% já concluídas.

O vereador José Airton, denunciou no mês passado o caso das obras de Carauari, ao Centro de Apoio de Inteligência, Investigação e Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado.

“Sou um parlamentar eleito pelo povo e minha função é fiscalizar e é o que tenho feito”, disse o vereador, lembrando que uma das denúncias que fez ao TCE e ao MP, foi a respeito das obras de pavimentação da estrada do Riozinho, orçada em R$ 15 milhões, que de acordo com a placa teve início 26 de junho do ano passado com o prazo de entrega para a quarta-feira (22), depois de manhã, mas até o momento nem carros de boi conseguem trafegar na estrada.

Estrada do Riozinho

As obras da estrada do Riozinho, esta nas maãos da Cotrap – Construtora e Transportadora Ltda, do ex-prefeito de Apuí, Vitor Marmentini, que tem ganhado boa parte das licitações no município.

O vereador, lembrou que o governador Omar Aziz, ano passado em entrevista a Rede Tiradentes, num balanço de sua administração falou da obra da estrada do Riozinho, que segundo ele estava quase pronta.

Mas, pelas fotos mostrada pelo fato amazônico, ou Omar Aziz, não tem fiscalizado suas obras ou sua a secretária Waldídia Alencar, não tem prestado as informações a respeito da obra, para ser realizada em 180 dias, mas pelas imagens está longe de ser concluída.

A obra “perto de ser concluída”, ainda leva as pessoas que utilizam a via para escoamento de suas produções verem tudo se perder e continuam a caminhar em meio a lama e ao barro que toma conta da estrada.

TCE apura denúncias

De acordo com informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Contas do Estado, a denúncia do vereador José Airton, tem como relator o conselheiro Júlio Cabral, mas que ainda não recebeu os autos que estão na Diretoria de Controle Externo da Administração dos Municípios do Interior, um dos primeiros setor por onde passará o processo antes.

SEINFRA

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Infraestrutura, informou que a obra já avançou de 20 a 25%, com a colocação de pelo menos 6 metros de aterro na primeira base; o lançamento da primeira camada de geogrelha, estando em andamento o lançamento da segunda camada. A goegrelha garante a durabilidade do serviço feito, oferecendo estabilidade ao material (aterro) colocado na orla.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •