domingo, setembro 23, 2018

Felix Valois

É advogado, professor universitário e integrou a comissão de juristas instituída pelo Senado Federal para elaborar a proposta de reforma do Código de Processo Penal.

BANCOS: UM CASO DE POLÍCIA? Felix Valois

Os banqueiros não conseguem esconder sua consciência de categoria pertencente à elite econômica em uma sociedade de classes, visceral e profundamente injusta. Para eles,...

A CADELA MACONHEIRA – Felix Valois

O relato abaixo diz respeito a um fato efetivamente ocorrido na última década do século passado. Encontrei-o, ao remexer em meus alfarrábios, entre um...

PROTESTOS E PROPOSTAS – Felix Valois

Saio de casa pela manhã para cumprir a rotina diária. Vou certo de que haverá tempo de chegar ao primeiro compromisso e, depois, seguir...

MELHOR IDADE – Felix Valois

Se alguém souber, peço encarecidamente que me informe o nome e o endereço eletrônico do pândego que colocou na velhice o apelido de “melhor...

PENA DE MORTE – Felix Valois

Se, desde os tempos de Justiniano, um dos princípios do Direito sempre foi o neminemlaedere(não prejudicar ninguém), é difícil de compreender como um sistema...

UM POUCO DE HISTÓRIA – Felix Valois

No próximo dia 25, completar-se-ão cinquenta e sete anos da data em que Jânio Quadros renunciou à Presidência da República, dando ensejo ao aprofundamento...

UMA HISTÓRIA DE MÉDICO – Felix Valois

Tendo um irmão, um filho, dois sobrinhos e vários amigos médicos, é natural que eu já tenha ouvido diversas histórias ligadas ao exercício da...

CIRCO E SOLIDARIEDADE – Felix Valois

Tempo houve em que era possível ver animais nos circos. Tigres, elefantes, leões e cavalos. A fauna era variada e as exibições buscavam revelar...

DIA DOS AVÓS – Felix Valois

Disseram-me que hoje, 26, é oficialmente o Dia dos Avós. Significa que algum órgão legislativo gastou tempo e dinheiro para dar esse significado à...

ESPECULAÇÃO SOCIOLÓGICA – Felix Valois

Ao meu escasso leitor já há de se ter deparado, na imprensa, uma notícia encimada pela seguinte manchete: “Assassinato na zona do baixo meretrício”....