Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares

O deputado Luiz Castro (Rede) criticou ontem (11) o processo de privatização do sistema Eletrobrás, que na sua avaliação, resultará em demissões de trabalhadores e na precarização do serviço de distribuição de energia elétrica, principalmente para o interior do Estado. Ele alertou para o leilão da Distribuidora de Energia do Amazonas, previsto para 26 de setembro.

 “Privatizar as distribuidoras num momento de crise, com crescente desemprego, cria uma situação ainda mais preocupante para a economia do Amazonas, que já enfrenta as ameaças de prejuízo ao polo industrial de concentrados de refrigerantes”, reagiu Luiz Castro.

Para o deputado, essas medidas comprovam o descompromisso do governo Michel Temer com o Estado, além da inércia da bancada amazonense no Congresso Nacional, que se encontra desmobilizada.      

“Tudo isso acontece em meio a um processo eleitoral conturbado, com agressões físicas, com acusações nas redes sociais, delações e prisões de políticos envolvidos em corrupção”, ressaltou Castro, acrescentando que esse não seria o momento para se tratar de questões tão importantes.

Luiz Castro acompanha a luta dos trabalhadores do setor, contra as demissões, e cobrou um posicionamento firme do Governo do Estado contra a privatização da Amazonas Energia, no sentido de que as medidas sejam discutidas, antes de serem implementadas.


Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares