Os compositores Náferson Cruz e Demétrius Haidos (Foto Divulgação)

Com 119, 40 pontos, a toada “Andanças da Fé” dos compositores Demétrius Haidos e Náferson Cruz, conquistou o prêmio de 1º lugar no Festival de Toada que a partir de hoje ganha um novo nome, uma homenagem do prefeito Bi Garcia e do vice Tony Medeiros ao compositor Braulino Lima, passando a se chamar “Festival de Toada Braulino Lima”. Interpretada por Michael Lima, a toada foi a última a ser apresentada, emocionando jurados e o público presente, na noite do dia 14.

“Povo Torcedor” de Cezar Moraes, interpretada pela cantora Ianayra levou a premiação de 2º lugar com 118, 85 pontos. A composição de Marcos Lima, “Coração Eterno” ficou como prêmio de 3º lugar com 118, 50, a toada foi interpretada por Gilson Matos, veterano no festival.

“Nhandecy, a Mãe do Mundo”, dos compositores Geandro Pantoja e Alex Haidos, também interpretada por Michael Lima, ficou com o prêmio de 4º lugar, com 118, 40 . O 5º lugar ficou para “Amazônia Minha Essência meu Amor”, de Demétrius Haidos e Geandro Matos, a toada foi cantada por Edmundo Oran e obteve 118, 35 pontos.

Edmundo Oran, acumula troféus como melhor intérprete desde 2013 e este ano não foi diferente. O cantor, hoje apresentador do Boi Caprichoso tem sido a aposta de muitos compositores. Ao interpretar a toada do compositor Murilo Maia, “Ave Maria”, o cantor assegurou a premiação de melhor intérprete.

A revelação deste ano ficou para Erick Juan. O cantor defendeu a toada “Oração do Rio” de Demétrius Haidos e Geandro Pantoja.

Festival de Toada

Criado há 10 anos, na gestão do prefeito Bi Garcia, o Festival de Toada, tem com um dos principais objetivo promover a difusão da toada, além de revelar novos artistas.

O evento faz parte da comemoração do aniversário da cidade e foi realizado pela Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo que disponibilizou a estrutura de palco, som, banda base, iluminação, segurança, organização e R$ 14 mil em premiações.