Compartilhe
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

Ensinar as crianças autistas habilidades de leitura, operações matemáticas e outras atividades pode parecer uma tarefa difícil, mas, para alguns educadores, como o estagiário da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Manoel Gois da Silva, 49, é uma atividade desafiadora e prazerosa.

Estudante de Pedagogia, Manoel atua em uma escola municipal da zona Leste da cidade, desenvolveu o projeto ‘A importância da ludicidade na prática inclusiva’, foi escolhido para representar a rede municipal de ensino na escolha do Estagiário Nota 10, que acontecerá na 8ª edição da Semana Municipal de Valorização do Estagiário (SMVE), que integra o Programa Municipal de Estágio Remunerado da Prefeitura de Manaus, coordenado pela Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad).

O finalista do curso de Pedagogia contou que desenvolveu o projeto para ajudar e ensinar uma criança da qual ele fez a mediação na Escola Municipal Nossa Senhora do Rosário, localizada na Comunidade Valparaíso, Jorge Teixeira, zona Leste. Para o estagiário, o desafio de cuidar e ensinar excedeu suas expectativas.

“Quando eu cheguei à escola, em julho de 2017, foi um desafio, porque sabemos que o aprendizado de uma criança especial é diferente das demais. Primeiramente, fiz pesquisas, participamos de um simpósio na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) sobre o autismo, tudo isso para promover uma boa interação professor-aluno e aluno-colegas” disse.

Com o projeto, ele visa mostrar como os jogos lúdicos adaptados são importantes para o ensino das crianças. Segundo Manoel, a ação, inicialmente, abrangia somente o aluno mediado por ele, mas, com a ajuda das professoras e da comunidade escolar, ele conseguiu estender para o restante dos alunos da sala.

“A interação com os demais alunos foi de aceitação quase automática, sabemos que jogos e brincadeiras são atrativos em sala de aula e a inclusão dos outros estudantes, bem como do aluno especial, foi muito boa tanto para eles, quanto para nós professores”, contou o estagiário.

Segundo a pedagoga da escola, Sandra Lima, que analisou o projeto do Manoel, Manoel é um profissional de extrema paixão pelo trabalho que exerce e destacou o porquê das notas 10 do estagiário.

“Ele é bem dinâmico, cheio de criatividade e ideias, nunca ficou parado e todos os dias surgia com uma atividade diferente para o aluno que ele mediava e para os outros alunos. Observamos, desde o início, que ele sempre vinha inovando nas atividades, então nada mais justo do que essas notas para ele, por que ele merece”, ressaltou a pedagoga.

De acordo com a chefe do Setor de Estágio da Semed, Socorro Fontenelle, a indicação da secretaria para a escolha do Estagiário nota 10 da Prefeitura de Manaus foi certa e faz jus à missão do professor.

“O mediador tem um trabalho muito bonito, apesar da dificuldade, ensinar uma criança com essas deficiências é um desafio, e ele cumpriu com louvor e ainda fez muito mais. O projeto a partir dos jogos lúdicos foi desenvolvido com uma enorme paixão por parte dele. A coordenação de estágio espera que ele seja escolhido como o Estagiário Nota 10 da prefeitura, por todos os seus feitos”, finalizou a chefe.   

A Escolha no Estagiário Nota 10 da Prefeitura de Manaus acontecerá dia 25 de agosto, no encerramento da SMVE, que acontecerá no Centro de Convenções Vasco Vasques. 

História de vida

Manoel contou que se formou, no Ensino Médio, com 18 anos em Itapiranga (a 339 quilômetros de Manaus), e veio para capital, onde trabalhou por muitos anos como garçom e, em seguida, tornou-se profissional autônomo com a venda de bolos e salgados. “Sempre tive o sonho de fazer faculdade, mas há 30 anos só tinha a Universidade Federal do Amazonas e não consegui uma vaga”.

O estagiário disse, ainda, que não desistiu do sonho e, em 2014, começou a cursar Pedagogia. “Desde o começo, os professores me incentivaram muito a continuar. Eu me sinto feliz pelo reconhecimento do trabalho que venho desenvolvendo na escola. Além de me motivar a seguir na profissão, hoje sirvo de exemplo para minha a família, para os meus filhos. Eu concluo a faculdade no final do ano e meu filho já disse que pretende começar um curso superior na área de Informática assim que eu me formar”.


Compartilhe
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares