Compartilhe
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

O ex-primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, recebeu nesta quinta-feira, em um tribunal de Kuala Kumpur, outras 25 acusações por lavagem de dinheiro e abuso de poder relacionadas com o escândalo de corrupção ligado ao fundo de investimento estatal 1 Malaysia Development Behard (1MDB).

Durante a audiência, Najib, de 65 anos, se declarou inocente das quatro acusações de suborno e das 21 de lavagem de dinheiro, apresentadas pelo Ministério Público.

O ex-mandatário está preso desde ontem, após comparecer na comissão anticorrupção e hoje, antes da audiência, foi interrogado pela polícia sobre cerca de 2,6 bilhões de ringgits (cerca de US$ 627 milhões) supostamente desviados da 1MDB para suas contas privadas.

As 25 acusações apresentadas hoje se somam as quatro por abuso de poder relacionado com a 1MDB, recebidas em julho, quando foi preso pela primeira vez e foi colocado em liberdade após pagamento de fiança.

No mês passado, a promotoria acrescentou mais três acusações, de lavagem de dinheiro, pela entrada em suas contas de aproximadamente US$ 10 milhões procedentes da SRC International, uma filial da 1MDB.

Najib Razak foi primeiro-ministro da Malásia de 2009 até maio deste ano, quando, envolvido em escândalos de corrupção, perdeu as eleições gerais para a oposição liderada pelo veterano Mahathir Mohamad, seu antigo mentor.(EFE)


Compartilhe
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share