O Palmeiras não enviará representante ao Conselho Técnico da edição de 2019 do Campeonato Paulista, marcado para terça-feira (22/10), na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF). Rompido com a entidade, Maurício Galiotte, presidente do clube alviverde, desdenhou do torneio.

“(A relação com a FPF) não foi restabelecida. Não estarei presente e, o que for resolvido lá, o Palmeiras cumpre”, afirmou Galiotte em entrevista à Jovem Pan ao falar sobre o Conselho Técnico que definirá os detalhes da próxima edição do Campeonato Paulista.

O presidente do Palmeiras resolveu cortar relações com a FPF após a última final estadual. Insatisfeito com a arbitragem de Marcelo Aparecido na decisão diante do Corinthians, o clube alviverde acionou o Tribunal de Justiça Desportiva alegando interferência externa, sem sucesso.

“Não estou preocupado. A Federação que faça o trabalho dela lá e eu faço o meu aqui. O Palmeiras, institucionalmente, vai estar em campo. Vamos jogar, vamos trabalhar estrategicamente o campeonato e ponto final. Não vou na Federação e, o que eles decidirem, está decidido”, reiterou Galiotte.

O presidente do Palmeiras lembrou que o regulamento permite a inscrição de alguns atletas sub-20 e explicou que o planejamento será definido em conjunto com o técnico Luiz Felipe Scolari. Ao lembrar a última final, enfatizou sua opinião sobre o Paulista.

“Obviamente, houve influência (externa). Quem estava envolvido, sabe. Um campeonato manchado, mas ele é pequeno para o Palmeiras. Ele é pequeno. Para o projeto do Palmeiras, é um campeonato pequeno. Então, temos que pensar em coisas grandes, coisas maiores”, declarou. (Gazeta Esportiva)