O prefeito Romeiro Mendonça e seu vice Mário Abrahão irão recorrer da decisão no cargo
Compartilhe
  • 15
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    15
    Shares

O juiz Odílio Pereira da Costa Neto, da 51ª Zona Eleitoral de Presidente Figueiredo, cassou nesta quinta-feira (14), os diplomas do prefeito Romeiro Mendonça (PDT) e do seu vice, Mário Abrahão e ainda declarou a inelegibilidade por oito anos dos dois gestores.

Em sua decisão o magistrado determina que eles sejam mantidos no cargo até o julgamento do recurso ordinário no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas. Mas depois do transitado em julgado seja realizada nova eleição no município da Região Metropolitana de Manaus.

O juiz Odílio Pereira determinou ainda, que seja remetida cópia da sentença ao Ministério Público Estadual, para apuração de eventuais ilícitos penais.

Em um nota distribuída a imprensa, o prefeito Romeiro Mendonça diz que a decisão do juiz de Presidente Figueiredo não é definitiva e que há amplas e vastas possibilidades de recursos aos tribunais superiores. Enquanto o processo não chegar ao fim, isto é, quando for declarado o transitado em julgado, Romeiro Mendonça e Mário Abrahão permanecem nos cargos.


Compartilhe
  • 15
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    15
    Shares