O líder do Governo na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), deputado Dermilson Chagas (PP), classificou como “politiqueiro” a proposta do deputado Sabá Reis (PR) de instalar uma Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) para investigar licitações do Governo de Amazonino Mendes (PDT).

De acordo com Dermilson, se a intuito é buscar votos propondo a CPI em período eleitoral, será como um tiro no pé, já que a população não cai mais nessas manobras. “O povo está saturado com esse tipo de politicagem. Não acreditam mais em nada. Essa proposta não passa de bravatas e bacaba do deputado Sabá, porque na época em que era líder do governador José Melo, não falava nada e agora quer ser o paladino da moral”, disse.

Dermilson diz que a intenção de buscar voto é tão descarado que não sequer aceitaram a sua proposta de ampliar a CPI para investigar também os governos de José Melo e David Almeida (PSB). “Fiz a proposta, disseram que iam incluir, mas não fizeram isso. A transparência e clareza tem que servir não só para a gestão do governador Amazonino, mas para as gestões passadas também. Só assim a gente vai poder ver quem está fazendo um trabalho sério e quem não fez”, afirmou.

O líder ainda defendeu que o governador Amazonino Mendes gere o Estado com transparência e não compactua com erros. “O governador não comunga com nenhum erro, com nenhuma falcatrua, com nenhum desvio de conduta. Ele está bem tranquilo em relação a qualquer possível CPI. Se algo for comprovado, será consertado administrativamente. Ele vai analisar tudo e os órgãos de fiscalização também”.