Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, chegou nesta sexta-feira, de surpresa, a Cabul para se reunir com o presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, em um momento onde Washington tenta conseguir maiores avanços no país após 17 anos de guerra.

“O secretário de Defesa dos EUA, Mattis, e o general (Joseph) Dunford, chefe do Estado-Maior Conjunto, chegaram a Cabul. Eles se reunirão com o presidente Ghani”, informou, através do Twitter, o porta-voz do governo afegão, Haroon Chakhansuri.

A visita de Mattis, que ocorre no meio de uma excursão pela região, acontece inesperadamente, como de costume por motivos de segurança e não são divulgados maiores detalhes das atividades ou de quanto tempo permanecerá na capital afegã.

O escritório de informação da missão americana e da ONU no Afeganistão confirmou à Agencia Efe a chegada de Mattis, mas evitou dar detalhes sobre sua agenda.

A chegada do secretário de Defesa dos EUA coincide com a recente transferência do comando das forças americanas e da OTAN para o general Austin Miller, após substituir ao general John Nicholson.

Mattis, que chegou hoje pela manhã à capital afegã procedente de Nova Délhi, tinha abordado com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e suas colegas indianas Sushma Swaraj e Nirmala Sitharaman, a importância do papel das duas nações no Afeganistão.

Em comunicado conjunto, Índia e EUA reiteraram seu interesse em um processo de paz “liderado pelos afegãos” e reconhecendo as contribuições econômicas “duradouras e contínuas” da Índia ao Afeganistão, bem como as tentativas de Nova Délhi estabilizar esse país em guerra. (EFE)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •