Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Manacapuru – O Município é o segundo maior colégio eleitoral do Estado do Amazonas. Manacapuru, com cerca de 63 mil eleitores, vem enfrentando problemas no recadastramento biométrico. São várias as causas que estão levando os eleitores a enfrentar muitas das vezes até 18 horas na fila para conseguir uma senha.

A longa espera, na imensa fila não é o único problema que os eleitores do município estão enfrentando, mas a lentidão do serviço de internet também é outro problema grave.

O recadastramento teve inicio no dia 20 de novembro do ano passado, com previsão de encerrar no dia 30 de março de 2014. Mas esse prazo da Justiça Eleitoral, já incomoda os 15 vereadores de Manacapuru, que resolveram encaminhar a Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, um oficio onde sugerem que o TRE faça uma parceria com as escolas estaduais e municipais da Zona Urbana e Rural, que possuem internet de qualidade para auxiliar.

Para amenizar o sofrimento da população, a Prefeitura Municipal de Manacapuru e a Câmara, cederam cerca de 30 funcionários à Justiça Eleitoral.

Dezoito horas na fila

São muitas as pessoas que passam horas e horas na fila para conseguir uma senha que não será usada no mesmo dia, mas no outro. A agricultora Elòia da Silva, de 56 anos, moradora da Comunidade do Paroá, disse ter chegado na fila por volta das 18h30 minutos do dia 15 para ser atendida dia 16.

“Nos temos que exercer o nosso direito de cidadão, por isso estou aqui pela terceira vez e espero que agora eu consiga uma senha”, disse ela.

A reportagem do Fato Amazônico tentou entrar em contato com a assesssoria do Tribunal Regional Eleitoral pelo n. 94×8-7x4x, mas obteve êxito.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •