Compartilhe
  • 19
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    19
    Shares

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) oferecerá à Justiça, amanhã (24), a denúncia criminal referente ao massacre ocorrido no último dia 1 de janeiro de 2017, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no quilômetro 8 da BR 174 (Manaus/Boa Vista)..

De acordo com o Promotor Edinaldo Medeiros, autor da denúncia, 213 pessoas serão denunciadas pelos crimes de homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa das vítimas) dos 56 detentos mortos na ocasião do massacre, 06 vítimas de homicídio tentado qualificado por motivo torpe , 26 vítimas de tortura e vilipêndio de cadáver (46 vezes). Todos os denunciados também responderão por crime próprio de integrarem organização criminosa.

O documento contém 110 páginas. “A denúncia revela fatos de barbaridade extrema, com cenas de horror e perversidade que não podem ficar impunes, em nome da lei e da própria natureza humana que foi desvirtuada pelos denunciados, e sob risco de perdermos o controle sobre as organizações criminosas”, declarou o Promotor Edinaldo Medeiros.


Compartilhe
  • 19
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    19
    Shares