Compartilhe
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

Até a próxima semana, a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) conclui a primeira fase de entrega das novas ambulâncias que foram adquiridas para reforçar o serviço de remoção de pacientes, no interior e na capital. Foram adquiridas 100 ambulâncias e, nessa primeira fase, 25 estão sendo encaminhadas para 22 municípios do interior. O secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, acredita que, até o final de agosto, todas as ambulâncias já tenham sido entregues.

Já receberam ambulâncias os seguintes municípios: Boa Vista do Ramos, Boca do Acre, Carauari, Itapiranga, Lábrea, Iranduba, Careiro Castanho, Silves, Itacoatiara e Barreirinha. Nos próximos dias, serão beneficiados, também, os municípios de Eirunepé, Envira, Ipixuna, Itamarati, Manaquiri, Maués, Nhamundá, Novo Airão, Parintins, Manicoré, Tabatinga e Tonantins. As ambulâncias, adquiridas fora do Estado, estão sendo entregues a medida que chegam em Manaus.

A Susam realizou a compra de 100 veículos, para que todos os municípios sejam contemplados. Deste total, 28 ambulâncias são de Suporte Avançado, equipadas com Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e 72 são de Suporte Básico.

A secretária Executiva Adjunta de Atenção ao Interior da Susam, Edylene Pereira, explica que o reforço no serviço de remoção está entre as prioridades da atual gestão, que encontrou todos os municípios com sérios problemas para fazer o transporte de pacientes. “Muitos estavam com as ambulâncias quebradas, paradas, sem manutenção. Alguns estavam fazendo remoções em carros particulares”, afirmou.

O vice-prefeito de Iranduba, Eduardo Cavalcante, recebeu nesta semana duas ambulâncias para o município. Segundo ele, a Prefeitura estava com dificuldade em fazer a remoção de pacientes, por causa do mau estado de conservação dos dois veículos que prestavam o serviço na cidade, mas que estão deteriorados. As ambulâncias, disse ele, vão atender, também, o Distrito do Cacau Pirera.

O prefeito de Silves, Aristides Queiroz, também recebeu uma nova ambulância para o município, que enfrentava dificuldade no transporte de pacientes. “Não pode um município não ter um transporte para remover pacientes em estado grave. Sem ambulância, não tem como atender a demanda”, afirmou.


Compartilhe
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares