Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

R7- O PMDB fez uma reunião nesta quarta-feira (15) em Brasília para falar sobre a reforma ministerial que deve ser feita pela presidente Dilma Rousseff. O partido nega que haja uma crise com o governo e, antes do encontro, Dilma esteve com o vice-presidente Michel Temer (PMDB). Foi a segunda vez nesta semana que a presidente e o vice se encontraram e, depois de um início de semana tenso, Dilma deixou em aberto a possibilidade de contemplar a legenda com mais um ministério além dos cinco que já estão nas mãos do partido (Agricultura, Minas e Energia, Turismo, Aviação Civil e Previdência).

O encontro da cúpula do PMDB aconteceu na casa oficial do vice-presidente.

Publicamente, o PMDB só admite que o senador paraibano Vital do Rêgodeverá assumir um ministério e a preferência é pela Integração Nacional, pasta que até pouco tempo estava nas mãos do antigo aliado Eduardo Campos, governador de Pernambuco.O presidente em exercício do PMDB, Valdir Raupp, disse que não está pressionando a presidente.

— O PMDB não está colocando a faca no pescoco da presidente. Nesse momento, o Brasil precisa de unidade política e não de crise política.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •