Compartilhe
  • 16
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    16
    Shares

Jeff David Mac Donald, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), e o tenente-coronel da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) Franciney Bó, falaram na manhã desta segunda-feira (13/08), durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da especializada, sobre o cumprimento de mandado de prisão temporária por homicídio qualificado em nome de Vinícius Nascimento Mendes, 20.

De acordo com Mac Donald, o jovem está envolvido na morte do estudante do Ensino Médio Kayube de Carvalho Oliveira. O crime ocorreu no dia 5 de agosto deste ano, na rua Paranacaxi, Comunidade Valparaíso, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. Na ocasião, Kayube foi confundido por um mototaxista como autor de roubo. Em seguida, o estudante foi agredido até a morte, com pauladas e pedradas, além de ser atingido com golpes desferidos com capacetes. A vítima tinha 16 anos.

Conforme o titular da DEHS, o infrator foi encontrado na noite da última sexta-feira (10/08), por policiais militares do Comando de Policiamento de Área (CPA) da Zona Leste da cidade, durante ação comandada pelo tenente-coronel Franciney Bó. Vinícius foi inicialmente levado ao 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP). Em seguida o jovem foi conduzido ao prédio da DEHS, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

“Chegamos até o infrator após recebermos delações, feitas ao disque-denúncia da Polícia Militar, o 190. No momento da abordagem ele negou envolvimento na morte do estudante. No entanto, no decorrer dos procedimentos, ele confessou que atingiu a vítima com uma pedra. Gostaria de enfatizar que a população pode contar conosco e acreditar nos órgãos de segurança”, declarou Franciney Bó.

O titular da DEHS destacou que o caso está sendo investigado pelos policiais civis da especializada desde o dia em que o crime ocorreu. “Não temos como precisar a quantidade de pessoas envolvidas na morte de Kayube, mas estamos trabalhando para identificar todos os envolvidos no homicídio do adolescente. A prisão de Vinícius pode, com toda a certeza, nos auxiliar nas diligências em torno deste delito”, argumentou.

Mac Donald disse, ainda, que o mandado de prisão temporária, por homicídio qualificado, em nome de Vinícius, foi expedido no dia 11 de agosto deste ano, pelo juiz Celso Souza de Paula, no Plantão Criminal, após a autoridade policial representar o pedido à Justiça. Durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi constatado que Vinícius possui passagem pela polícia quando era menor de idade, por ato infracional análogo aos crimes de homicídio, tráfico de drogas e roubo.

Vinícius foi indiciado por homicídio qualificado. O infrator irá permanecer na delegacia até a conversão do mandado de prisão temporária, com prazo de trinta dias, para preventiva.


Compartilhe
  • 16
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    16
    Shares