Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em nota encaminhada a imprensa na tarde deste sábado a TAM Linhas Aéreas, informou que a Polícia Federal, depois de inspecionar o avião que desceu no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na manhã deste sábado, descartou qualquer ameaça de bomba dentro da aeronave que fez o voo JJ 3540 (Brasília – Manaus – Boa Vista).

De acordo com a nota, os mais de 160 passageiros também já foram liberados e aguardam para prosseguir a viagem ainda neste até Boa Vista, Roraima.

A companhia lamentou os transtornos causados aos clientes e reitera que a segurança é um valor imprescindível e que todas as suas ações visam a garantir uma operação segura.

Entenda o caso

Agentes da Polícia Federal e homens da Polícia Militar do Grupamento de Manejo de Artefatos Explosivos (Marte) foram acionados na manhã deste sábado para descolamento ao Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, onde vistoriam um avião da TAM, com ameaça de bomba.

O aviso de que na aeronave tinha uma bomba, foi encontrado em um banheiro do Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília. Assim que teve conhecimento do fato a Polícia Federal do Distrito Federal, entrou em contato com a Superintendência em Manaus e equipes de agentes foram deslocados para fazer varredura no avião.

Nota da TAM

A TAM informa que recebeu um alerta sobre suposta presença de bomba a bordo da aeronave que fazia o voo JJ 3540 (Brasília – Manaus – Boa Vista) de hoje (18). O avião pousou em segurança em Manaus, às 12h39, onde a Polícia Federal foi acionada.

No momento, a aeronave passa por uma inspeção e os passageiros permanecem a bordo, conforme procedimento da Polícia Federal.

A empresa lamenta os transtornos causados aos clientes e reitera que a segurança é um valor imprescindível e que todas as suas ações visam a garantir uma operação segura.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •