Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Policiais da Delegacia Especializada em Roubos Furtos de Defraudações, chegaram aos acusados de matarem o estudante de jornalismo e funcionário Secretaria de Estado de Cultura Steve Hosth da Costa Barros, 32, encontrado morto na manhã do dia 29 de novembro do ano passado, em um bueiro localizado na rua Bernardo Cabral, no bairro Tancredo Neves, Zona Leste da capital.

Foram presos os irmãos Jucenildo Soares Damasceno, 18 anos, o “Dunga” e Ricardo Damasceno Cunho, 19 anos. O primeiro foi preso no conjunto Viver Melhor e o outro na Comunidade Parque das Nobres.

De acordo com o delegado Orlando Amaral, eles confessaram o latrocínio (roubo seguido de morte). Com ele foram apreendidos o tênis, celular e a filmadora do estudante de jornalismo e mais um notebook de uma outra vítima dos irmãos.

OGol de Steve (foto no detalhe), foi encontrado cerca de dois meses depois em Itacoatiara

Os policiais chegaram aos acusados depois que o carro de Steve Hosth, um Gol, prata e placas NOM 4272, foi encontrado abandonado no dia 9 deste mês em um posto de combustível localizado entre a estrada Stone e avenida Beira Mar, no bairro Jauari, em Itacoatiara.

O delegado Orlando Amaral, acompanhou a perícia realizada no veículo abandonado

O delegado Orlando Amaral, foi ao local acompanhado de peritos e teve a informação de que o veículo estava estacionado na via há mais de 30 dias. Foram colhidas as impressões digitais e as investigações tomaram outro rumo e culminou com a prisão do acusados.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •