O deputado David Almeida (PSB), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), surpreendeu na quarta-feira, 22, com um discurso digno de registro nos anais do Poder Legislativo do Estado.

“Chega de brincar de ser deputado; chega de brincar de ser representante do povo; venham trabalhar. Somos todos pagos e bem pagos para estar aqui”.

O plenário da Assembleia estava praticamente vazio. Não houve protestos. Os parlamentares presentes permaneceram em seus lugares, calados. Era como se aceitassem a carapuça, envergonhados.

“Renunciem o mandato; deixem de ser deputados; não peçam votos para estar aqui para brincar de trabalhar. Ninguém (o povo) aguenta mais os políticos porque nós damos motivos”.

O estopim para o desabafo carão de David Almeida, digamos assim, está relacionado a permanente e habitual falta de quorum. Há três dias, conforme revelou o revoltado parlamentar, nada foi discutido e colocado em votação por falta absoluta de quorum.

Os deputados, segundo denunciou, preferem o aconchego de seus gabinetes refrigerados à comparecer ao plenário para trabalhar.

“Chega. São três dias em a atividade em plenário. O cidadão (deputado) não  fica de 9 horas ao meio dia no seu horário de trabalho e quer vir falar de dignidade e mudança para o povo. Chega”

David Almeida prometeu que a Assembleia Legislativa não será fechada, que não vai decretar recesso branco, e que a Assembleia para ser respeitada ela precisa ser respeitada pelos seus próprios membros.

Confira o Vídeo