Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Alunos e Professores da Escola Estadual Bernardino Lindoso decidiram ontem (12), que vão aderir a paralisação emergencial convocada para essa terça-feira, 13, pelo Sindicato dos Professores e Pedagogos das Escolas Públicas de Educação Básica de Manaus (ASPROM).

Alunos e professores da Bernardino Lindoso, localizada na Avenida Sávio Belota, Novo Aleixo, bairro da Cidade Nova, Zona Norte de Manaus em solidariedade ao afastamento da gestora não só resolveram aderir ao movimento, mas paralisaram as atividades noturnas da escola ontem.

Segundo informação dos alunos da escola, a gestora foi afastada pela Coordenadoria 6, comandada pela Alessandra Ventilare.

A paralisação emergencial chamada para terça-feira pelo (ASPROM) pretende garantir reajuste salarial em favo da categoria que, segundo o presidente da entidade sindical, Lambert Melo, não acontece há quatro anos.

O movimento está previsto para atingir os três turnos de trabalho das escolas estaduais.

Na quarta-feira, a categoria reúne na sede da Federação dos Trabalhadores no Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fetracom) para votação coletiva da greve geral.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •