SEOUL, SOUTH KOREA - APRIL 03: Moon Jae-In, presidential election candidate for the Democratic Party of Korea speech during the primary election on April 3, 2017 in Seoul, South Korea. The Democratic Party of Korea held the last round of its primary election to name its candidate Moon Jae-In for the upcoming presidential election. (Photo by Chung Sung-Jun/Getty Images)

O governo da Coreia do Sul afirmou, nesta quinta-feira, que pretende colocar a desnuclearização da península coreana como tema principal da cúpula que devem realizar em setembro o presidente de seu país, Moon Jae-in, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Seul pretende que este assunto seja um dos principais pontos da agenda do encontro que acontecerá em Pyongyang, cuja data exata ainda não foi determinada e qual será a terceira cúpula bilateral neste ano, disse o porta-voz do escritório presidencial sul-coreano em entrevista coletiva.

“A desnuclearização já foi o tema mais importante nas conversas entre os líderes das duas Coreias e dos Estados Unidos”, afirmou o porta-voz, em declarações divulgadas pela agência de notícias sul-coreana “Yonhap”.

Em relação ao aparente impasse no diálogo entre Washington e Pyongyang para o desarmamento do regime norte-coreano, o porta-voz acrescentou que a postura de Seul “continua sendo a de concentrar as discussões na resolução da questão da desnuclearização”.

Na última sexta-feira, o presidente americano, Donald Trump, anunciou que tinha decidido cancelar a viagem prevista a Pyongyang de seu secretário de Estado, Mike Pompeo, pois considerava que “não houve avanço suficiente em relação com a desnuclearização da península coreana”.

No entanto, Trump afirmou ontem que as coisas estão indo bem com a Coreia do Norte, apesar da falta de progresso nas negociações bilaterais, e culpou a China e a disputa comercial entre Washington e Pequim. (EFE)