Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares

As demandas levantadas recentemente pelo presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), em benefício da saúde pública de Barcelos (distante 399 km da capital) estão sendo atendidas pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam). O órgão confirmou que está providenciando a compra de uma nova ambulância, aparelho de ultrassom, outros equipamentos e insumos para dar suporte ao hospital do município.

No mês de maio, o deputado recebeu na Comissão de Saúde um grupo de vereadores de Barcelos que ajudaram a montar a pauta de reivindicações entregue à Susam. Conforme relataram os parlamentares, os 30 mil habitantes do município enfrentam dificuldades para receber assistência médica em razão de problemas como a falta ocasional de materiais hospitalares, a paralisação do parque de imagem e a insuficiência de médicos.

Por meio de expediente encaminhado ao deputado Ricardo Nicolau, o secretário da Susam, Francisco Deodato, informou que foram abertos cinco processos de novas aquisições para o hospital de Barcelos, dentre elas uma nova ambulância. As compras incluem um aparelho de ultrassonografia e uma centrífuga hospitalar. Novos instrumentos cirúrgicos e lençóis para a unidade também têm licitações em andamento.

Sobre o parque de imagem, a Susam afirmou já estar trabalhando com as prefeituras do interior na regularização da situação dos digitalizadores sem funcionar – equipamento que dá suporte à produção de imagens geradas nos exames de raio-x e mamografia. A proposta é de pactuar na Comissão Intergestora Bipartite (CIB) o repasse de R$ 4,7 milhões para adquirir digitalizadores para os hospitais dos municípios.

Médicos – A Susam disse, ainda, que no momento não pode inserir mais médicos em Barcelos porque, segundo determina a legislação do SUS, precisaria de um acordo específico nesse sentido. “O Estado está impossibilitado de recolocar mais profissionais médicos, haja vista ausência de colaboração tripartite para a saúde, motivo pelo qual o referido município conta apenas com um médico estatutário”, diz um trecho do documento.

A partir do retorno dos pedidos, a Comissão de Saúde da Aleam vai acompanhar o cumprimento das medidas prometidas. “O mínimo necessário para atender a demanda da população de 30 mil habitantes de Barcelos seria de pelo menos dois médicos por plantão. A Comissão de Saúde continua à disposição do município e da secretaria para resolver essa questão o mais breve possível”, assegurou o presidente.


Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares